domingo, 5 de fevereiro de 2006

Noite inesquecível

Um casal está calmamente assistindo televisão à noite. O marido pergunta para a mulher:

- Posso saber por que você está emburrada desde que eu cheguei?

A mulher (toda chorosa) responde:

- Hoje faz 18 anos que nós somos casados e estamos aqui, parados em frente a essa televisão...

- MEU DEUS! Eu estave tão atarefado que esqueci completamente! Perdoe-me, minha querida. Coloque seu melhor vestido de noite que vamos sair. Você terá uma noite inesquecível...

- Ah, querido, eu sabia que você não era um monstro...

À entrada do restaurante, aproxima-se o maitre todo solicito:

- Boa noite senhor! – e fala em seguida para o garçom:

- Preparem a mesa do senhor Fagundes.

A mulher:

- Eles parecem te conhecer bem aqui, querido...

- Ah é!... Acho que eu vim aqui para almoçar com alguns clientes...

Eles acabam de jantar e o marido propõe de irem a uma boate. Na entrada tinha uma fila enorme. O marido diz a mulher que vai arranjar tudo e se dirige ao porteiro:

- Salve Macalé! Como vai essa força?

Macalé:

- Tá muito bem seu Fagundes. Pode ir entrando...

Dentro da boate o dono vem falar com o casal:

- Boa noite Fagundes! - e diz logo em seguida:

- Liberem a mesa do senhor Fagundes...

A mulher desconfiada, pergunta:

- Você vem sempre aqui?

- Ah não! O dono que é um cliente da firma...

Uma vez na mesa, a garçonete vem e diz:

- O de sempre, Senhor Fagundes?

Enquanto isso, uma mulher que começava a cantar em cima do palco, interrompe a música e diz:

- ESTA MÚSICA EU OFEREÇO PARA QUEM?! – e a boate em peso:

- Fagundes! Fagundes!

Depois disto a mulher não agüenta mais e, chorando, sai correndo. O marido vai atrás e eles entram juntos num táxi. O marido tentando apaziguar as coisas:

- Querida, não vamos estragar esta noite maravilhosa, com certeza eles me confundiram com outro Fagundes...

- Você tá pensando que eu sou alguma idiota, seu canalha? Não me toque mais, por favor...

Nisto o motorista de táxi se vira e diz:

- Seu Fagundes, faz 10 anos que a gente se conhece. Vai por mim, vagabundas nós já pegamos às dezenas, mas chata como essa aí, é a primeira vez...

Nenhum comentário: